Bahia, 24 de fevereiro de 2024 às 00:17 - Escolha o idioma:

Após ato do 8/1, Lula e chefes dos Poderes descem rampa do Congresso


- Crédito da Foto: Reprodução/TV Senado - Publicado em: 8 de janeiro de 2024


Presidente da República desceu a rampa após ato em alusão ao marco de um ano após os atos antidemocráticos de 8 de janeiro de 2023

 

 

Segundo uma reportagem do Metrópoles, o presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) desceu a rampa do Congresso Nacional acompanhado dos demais chefes de Poderes: Rodrigo Pacheco; do Senado; e Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF); e de outras autoridades nesta segunda-feira (8), após o ato em alusão ao marco de um ano após os ataques golpistas de 8 de janeiro de 2023.

O Metrópoles ressalta que a cerimônia aconteceu no Salão Negro do Congresso, e também contou com a presença do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes; do procurador-geral da República, Paulo Gonet; de ministros, governadores e comandantes das Forças Armadas.

A reportagem acrescenta que de acordo com o governo federal, a cerimônia representa a vitória da democracia após a invasão às sedes dos Três Poderes por apoiadores extremistas do ex-presidente da República Jair Messias Bolsonaro (PL), que não aceitaram a derrota nas eleições de 2022.

Ainda segundo o Metrópoles, durante a solenidade, o chefe do Palácio do Planalto discursou e defendeu que “não há perdão para quem atenta contra a democracia”. Sem citá-lo diretamente, o presidente também criticou o seu antecessor e afirmou que o país mergulharia em um “caos econômico e social”, caso a tentativa de golpe se concretizasse.

“Não há perdão para quem atenta contra a democracia, contra seu país e contra o seu próprio povo. O perdão soaria como impunidade. E a impunidade, como salvo conduto para novos atos terroristas. Salvamos a democracia. Mas a democracia nunca está pronta, precisa ser construída e cuidada todos os dias”, afirmou Lula.