Bahia, 16 de abril de 2024 às 01:36 - Escolha o idioma:

Bivar chama convenção do União Brasil de clandestina e ameaça ir à Justiça


- Crédito da Foto: Toninho Barbosa/ União Brasil - Publicado em: 1 de março de 2024


Atual presidente da legenda não reconhece resultado e questiona legitimidade da reunião, que havia sido cancelada por ele

 

 

O deputado federal Luciano Bivar (PE) ameaça questionar na Justiça a legitimidade da convenção que oficializou a sua destituição da presidência do União Brasil. No lugar de Bivar, entrará o atual vice-presidente, Antônio Rueda.

Após uma série de brigas internas, integrantes do partido aprovaram na quinta (29) a troca no comando da sigla.

“A convenção está eivada de vícios. Como ela está com esses vícios, o que se pediu para a boa lisura de uma convenção é que programe-se e reúna-se a executiva e marque-se nova data. Fora disso, ela está suscetível à judicialização”, afirmou Bivar, segundo o jornal Folha de S. Paulo.

Segundo a publicação, Bivar chegou a cancelar a convenção desta quinta, em tentativa de evitar sua futura substituição –o mandato dele vai até maio.

Integrantes do diretório do partido, porém, argumentaram que o dirigente não poderia tomar essa decisão, já que a convenção estava homologada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), e aprovaram um recurso contrário.

Durante o anúncio do resultado da eleição, ACM Neto defendeu a legitimidade da convenção e exaltou que líderes importantes e mais de 50 dos 59 deputados da legenda defenderam a troca na cúpula partidária.

Por sua vez, o ex-prefeito de Salvador ACM Neto, que hoje ocupa o cargo de secretário-geral da sigla, será o 1º vice-presidente.

Bahia.ba