Bahia, 18 de junho de 2024 às 17:51 - Escolha o idioma:

Conheça o bispo que fez sermão no casamento real de Harry e Meghan


Publicado em: 20 de maio de 2018


 

Michael Curry é o primeiro líder negro da Igreja Episcopal americana

 

Na cerimônia em que o príncipe Harry e a atriz Meghan Markle se casaram, o bispo americano Michael Curry roubou a cena com um sermão apaixonado, em que citou Martin Luther King, no ano em que se completou o cinquentenário de sua morte, e o poder do amor. Contrariando a pompa da Capela de São Jorge, em Windsor, o bispo Curry surpreendeu os convidados ao começar e terminar sua fala com menções ao líder negro e uma homilia enérgica, ao estilo dos sermões do Harlem, em Nova York.

— Há poder no amor. São subestime isso. Qualquer um que já tenha se apaixonado sabe do que eu estou falando — disse.

Seu estilo ganhou aplausos nas redes sociais, foi visto com estranheza por alguns membros da família real, enquanto outros convidados apenas relaxaram com a novidade. Mas muitos se perguntavam: quem é Michael Curry?

Curry, de 65 anos, é o primeiro negro a ser escolhido líder da Igreja Episcopal nos Estados Unidos, em 2015. Nascido em Chicago, ele se graduou na Universidade Yale. Foi nomeado bispo da Carolina do Norte em 2000, cargo que manteve por uma década e meia até ser escolhido o 27º líder dos anglicanos nos EUA.

Ao assumir a função, Curry defendeu a união racial e social num momento de elevada tensão nos Estados Unidos — uma bandeira que tem marcado seu ministério. Por toda sua carreira religiosa, Curry tem defendido temas como justiça social, política para imigração e casamento para pessoas do mesmo sexo.

Seus princípios lhe valeram elogios do arcebispo de Canterbury, Justin Welby, destacou o jornal britânico “The Independent”. Welby descreveu o bispo como “um brilhante pastor” e “um pregador formidável” ao ser divulgado que o americano participaria da cerimônia.

As reações nas redes sociais confirmaram a previsão do arcebispo:

“Não consigo acreditar que um pastor está falando sobre spirituals dos escravos em um verdadeiro casamento real. Olá, século XXI”, escreveu o usuário @kateyrich, em referência à canção “Há um bálsamo em Gileade”, citada por Curry em seu sermão, que é um ‘spiritual’, música que era cantada pelos escravos no Sul dos Estados Unidos.

Outro usuário do Twitter, @NappyRaccy, escreveu: “Nunca pensei que ouviria alguém citar Martin Luther King em um casamento real.”

O apresentador de TV Piers Morgan publicou uma foto de Curry com as palavras: “Meu novo herói!”