Bahia, 13 de junho de 2024 às 16:37 - Escolha o idioma:

Parque Solar no CAB vai gerar energia para secretarias e órgão estadual


- Crédito da Foto: Engertech - Publicado em: 5 de junho de 2024


Novo sistema, de acordo com a Seplan, comportará uma potência de 506 KWp (quilowatts/pico), capaz de gerar 64,6 MWh (megawatts/hora) mensais

 

 

Um projeto de geração de energia solar está em fase de implantação no Centro Administrativo da Bahia (CAB). O parque solar, composto por 336 módulos fotovoltaicos, tem capacidade de produzir 68% da eletricidade utilizada mensalmente pelo conjunto de edificações da Secretaria de Planejamento (Seplan), da Secretaria do Desenvolvimento Rural (SDR) e da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR).

O novo sistema, de acordo com a Seplan, comportará uma potência de 506 KWp (quilowatts/pico), capaz de gerar 64,6 MWh (megawatts/hora) mensais, resultando em uma economia aproximada de R$ 35 mil a cada mês, considerando o preço médio do KW cobrado pela concessionária de R$ 0,67. O custo total do projeto, que compreende os gastos com equipamentos, instalação e serviços de engenharia, é da ordem de R$ 2 milhões.

A iniciativa, que visa o fortalecimento do setor de energia renovável, faz parte do programa Bahia Mais Verde. O secretário estadual do Planejamento, Cláudio Peixoto, destaca a importância de sintonizar o setor público com as boas práticas da agenda sustentável, que se destaca no processo de atualização da estratégia de longo prazo no planejamento do estado, em virtude das transformações sociais e ambientais dos últimos anos.

“Iniciamos a atualização do nosso Plano de Desenvolvimento Integrado – Bahia 2035, expandindo a visão de futuro para 2050, e na fase de prospecção dos cenários o impacto dos eventos climáticos extremos exige uma atenção especial de todas as instâncias de governo e da sociedade. O governador Jerônimo Rodrigues tem destacado a importância da preservação dos recursos e a geração de energia limpa, então a ideia é avançarmos nessas iniciativas junto com as diversas secretarias”.

Parceiros da Mata

Essa visão do desenvolvimento econômico integrado com a sustentabilidade também se reflete nos projetos estratégicos em fase de captação de recursos pelo governo estadual, em cooperação internacional, como é o caso do Projeto de Desenvolvimento Sustentável da Mata Atlântica da Bahia – Parceiros da Mata, cujo investimento da ordem de R$ 750 milhões está em fase de contratação com o BID – Banco Interamericano de Desenvolvimento e o FIDA – Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola.

O Parceiros da Mata irá promover uma transformação produtiva sustentável que permita melhor qualidade de vida para cerca de 100 mil famílias agricultoras e de povos e comunidades tradicionais, como ribeirinhos, marisqueiras, quilombolas e indígenas, de 77 municípios situados no Bioma da Mata Atlântica da Bahia, geograficamente na zona da mata dos Territórios de Identidade Baixo Sul, Litoral Sul, Vale do Jiquiriçá e Médio Rio das Contas.

Dia Mundial do Meio Ambiente

O tema do Dia Mundial do Meio Ambiente, que este ano terá como país anfitrião a Arábia Saudita, é Restauração das terras, Desertificação e Resiliência à seca. A questão é defendida pelas Nações Unidas como fundamental para alcançar os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Entre esses Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) alguns relacionados diretamente com o meio ambiente merecem destaque:

ODS 6 – Água Potável e Saneamento (Assegurar a Disponibilidade e Gestão Sustentável da Água e Saneamento para Todos);
ODS 7 – Energia Limpa e Acessível (Assegurar o Acesso Confiável, Sustentável, Moderno e a Preço Acessível à Energia para Todos);
ODS 11 – Cidades e Comunidades Sustentáveis (Tornar as Cidades e os Assentamentos Humanos Inclusivos, Seguros, Resilientes e Sustentáveis);
ODS 12 – Consumo e Produção Sustentáveis ( Assegurar Padrões de Produção e de Consumo Sustentáveis);
ODS 13 – Ação Contra Mudança Global do Clima (Tomar Medidas Urgentes para Combater a Mudança do Clima e seus Impactos);
ODS 14 – Vida na Água (Conservar e Promover o Uso Sustetável dos Oceanos, Mares e Recursos Marinhos para o Desenvolvimento Sustentável);
ODS 15 – Vida Terrestre (Proteger, Recuperar e Promover o Usos Sustentável dos Ecossistemas Terrestres, Gerir de Forma Sustentável as Florestas, Combater a Desertificação, Deter e Reverter a Degradação da Terra e Deter a Perda da Biodiversidade.

Bahia.ba