Bahia, 26 de fevereiro de 2024 às 10:55 - Escolha o idioma:

PIB dos EUA cresce 2,3% no 1º trimestre


Publicado em: 29 de abril de 2018


 

Ritmo da economia americana desacelera, segundo a a primeira estimativa divulgada pelo Departamento de Comércio dos EUA.

 

Donald Trump fala sobre política tributária, na Casa Branca (Foto: AP Photo/Manuel Balce Ceneta)

O Produto Interno Bruto dos Estados Unidos cresceu em ritmo anual de 2,3% no primeiro trimestre de 2018. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (27), na primeira estimativa feita pelo Departamento de Comércio Americano.

Segundo o Bureau de Análise Econômica, responsável pela divulgação dos dados, o PIB dos EUA cresceu puxado por “contribuições positivas de investimentos, gastos com consumo pessoal, exportações, investimento em estoques privados, gastos do governo federal, estadual e local”.

Ainda assim, os gastos dos consumidores cresceram no ritmo mais fraco em quase cinco anos.

Em relação ao quarto trimestre de 2017, houve uma desaceleração, já que a economia norte-americana cresceu em ritmo anual de 2,9%, entre outubro e dezembro do ano passado.

Na comparação trimestral, consumo, exportações, gastos estaduais e locais foram menores. Por outro lado, os investimentos privados subiram, a ponto de ofuscar essas retrações. As importações também desaceleraram.

O primeiro cálculo trimestral fica longe da promessa do presidente americano, Donald Trump, de levar o crescimento econômico a uma taxa anual de 3%, impulsionado por um enorme plano de estímulo fiscal que inclui cortes de impostos para as empresas e, em menor medida, para os trabalhadores.

Europa

França e Reino Unido também divulgaram dados que mostram uma desaceleração de seus crescimentos econômicos.

A segunda maior economia da zona do euro cresceu 0,3% nos três primeiros meses do ano, o menor ritmo desde o terceiro trimestre de 2016 — nos últimos três meses do ano passado, o PIB francês cresceu 0,7%. O primeiro trimestre foi marcado por investimento das empresas e exportações mais fracas.

Já a economia britânica cresceu apenas 0,1% entre janeiro e março de 2018, a expansão mais fraca desde o final de 2012.

Por G1