Bahia, 22 de maio de 2024 às 09:37 - Escolha o idioma:

Postos de combustíveis também serão investigados na área criminal por cartel


Publicado em: 11 de maio de 2018


 

O inquérito que investiga os sucessivos aumentos nos postos de combustíveis pode ser estendido para a área criminal, de acordo com a promotora Joseane Suzart. De acordo com ela, a prática de combinar preços é configurada como crime. Para isso, um promotor da área criminal deve passar a acompanhar a investigação do ano passado que já corre na Delegacia de Consumidor, para dar celeridade ao processo e dar prosseguimento ao inquérito na Justiça. Na área cível, um inquérito civil foi aberto ontem contra o Sindicato do Comércio de Combustíveis, Energias Alternativas e Lojas de Conveniências do Estado da Bahia (Sindicombustíveis-BA) e o Sindicato das Distribuidoras de Combustíveis do Estado da Bahia  (SindicomBA) por suspeita de “manipular, acordar, combinar e ajustar” os preços dos combustíveis em Salvador. A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) também foram notificados para darem explicações sobre os aumentos da capital.

por Júlia Vigné / Ailma Teixeira