Bahia, 17 de julho de 2024 às 12:42 - Escolha o idioma:

Preta Gil reúne amigos e familiares durante missa em Salvador


- Crédito da Foto:  Malu Vieira/g1 - Publicado em: 6 de janeiro de 2024


A cantora e empresária Preta Gil, de 49 anos, celebrou na sexta-feira (5), a primeira de 2024, a cura do câncer que teve no intestino. A artista reuniu amigos e familiares em uma missa na Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, no Centro Histórico de Salvador.

Preta assistiu a missa ao lado do pai, Gilberto Gil, da madrasta Flora Gil, da amiga Regina Casé, que foi à celebração com o filho Roque, além da filha Benedita e do neto Brás. Outros amigos da família, como o escritor Clarindo Silva participaram da celebração.

A missa, que ainda contou com a presença do amigo Gominho, teve as participações do instrumentista baiano Armandinho, que tocou o Hino ao Senhor do Bonfim, e do cantor Del Feliz.

“Que a vida de Preta Gil e a vida de cada um de nós seja cada dia mais valorizada, cuidada e celebrada. Temos que ficar unidos como irmãos e irmãs, porque a “fé não costuma faiá”. Foi por querer estar com Deus que nos reunimos aqui, neste dia, para dizer que a fé não falha”, disse o pároco Lázaro Muniz, que ficou a frente da celebração eucarística.

Acompanhada da neta Sol de Maria, Preta entrou no templo religioso ao som de “A Paz”, música do pai, Gilberto Gil. Antes do início da missa na igreja que frequenta desde a infância, Preta falou que se sente abençoada por estar viva.

“Eu sou uma mulher abençoada mesmo, poder estar aqui em Salvador na primeira sexta-feira do ano, celebrando a vida, não só a minha [vida], mas a de todos. Estou aqui para receber uma benção que é estar viva. Isso é muito gratificante, hoje realmente só tenho gratidão”.

A cantora aproveitou par enviar uma mensagem de fé para outros pacientes que estão passando por tratamentos de saúde.

“Isso [câncer] é algo que quem passa realmente reisignifica a existência da vivência, dessa passagem da gente pela Terra. Essa minha passagem sempre foi sobre alegria, amor, e agora, depois de tudo que passei, ainda mais. Me solidarizo com todos que estão nesse momento passando por um tratamento como eu passei e acreditem que a fé e o amor curam. Confiem nos médicos e entreguem a Deus que você vai se curar”, disse.

Preta ainda relembrou que durante o aniversário do ano passado, em 8 de agosto, uma missa foi celebrada para ela, mas que por questões de saúde não foi possível comparecer.

“Para mim é muito importante está aqui hoje, eu tenho essa igreja no meu coração, porque desde pequena eu frequento ela. Padre Lázaro foi muito querido, generoso. [Geraldo] Badá – produtor cultural – fez uma missa no meu aniversário e eu não pude estar, porque eu estava no meio do tratamento oncológico. Agora que o tratamento acabou e eu estou me reabilitando, achei que era muito importante agradecer”, disse.

Por G1